Sie sind hier:

Experiência de Benno Schubert – Goettingen

Experiencia - Relatorio Out_Nov-2015 - BennoMinha experiência com o Encontro de Jovens – Nov 2015

Durante o evento fiquei responsável, junto com o Paulo Sawasaki, por captar os momentos e reações dos participantes, através de fotos, vídeos e entrevistas. Foi uma dedicação muito interessante e prazerosa. Dar um passo atrás e observar tais comportamentos e reações é muito interessante. Senti que todos estavam muito felizes e engajados nas atividades programadas, muitas pessoas diferentes e logicamente com expectativas e experiências distintas, porém foi possível perceber que todos estavam muito alegres, uns mais nas atividades de pintura, outros na caligrafia, outros após uma palestra e etc. Também era muito comum ver como as pessoas estavam prestativas, sempre se via alguém oferecendo apoio em algum lugar.

Outro aspecto muito interessante foi o de entrevistar os participantes e assim ver o que cada um absorveu e interpretou de cada experiência, palestra e atividade. O que para uma pessoa pode ser uma experiência simples, para outros, pode ser uma das coisas mais importantes que a ela precisava ouvir/vivenciar naquele momento de sua vida. Me mostrou o quão importantes são os registros das experiências. Por exemplo, ao entrevistar duas moças (uma que é membro a pouco tempo e a outra que é frequentadora), elas ficaram surpresas ao ouvirem a experiência de uma membro experiente, onde a mesma diz que tem dificuldade em “agradecer em todas as circunstâncias”. Neste momento elas ficaram felizes por entender que existe uma evolução gradativa dentro da fé, ou seja, passo a passo ao longo do tempo e que cada um evolui ao seu ritmo. Em especial por perceberem que muitas pessoas, inclusive experientes na Fé Messiânica, passam ou passaram pelas mesmas dificuldades que elas enfrentam, o que para elas até então as fazia sentir como se fossem as únicas pessoas no evento que não conseguiam executar esta prática. A partir deste momento perceberam que não precisam ficar se punindo por isso, e sim tentar evoluir gradativamente para um dia conseguir executar esta prática na sua totalidade.

Outra experiência que me chamou a atenção foi de uma senhora não membro que veio para acompanhar sua mãe. Ela me explicou que durante a atividade de discussão sobre ultra-religião ela se sentia fora do tema, pois como não é membro não conhecia bem o tópico. Porém quando a discussão abordou sobre agricultura natural como uma dos focos da ultra-religião ela ficou extremamente contente pois ela e seu marido já vem a muito tempo plantando em seu jardim alimentos e distribuindo para a sociedade. Percebeu então que mesmo não aderindo a religião ela e seu marido estão sendo úteis a Deus. Ela se sentiu parte do grupo. Esta experiência, ela me contou com um grande sorriso no rosto, foi muito fácil perceber o quanto ela estava feliz.

O que mais me marcou no evento foi o ponto “O que para uma pessoa pode ser uma experiência simples, para outros, pode ser uma das coisas mais importantes que a ela precisava ouvir/vivenciar naquele momento de sua vida.” Reforçando em minha mente as práticas de não julgar, colocar a felicidade do próximo em primeiro lugar e evitar colocar a nossa opinião como a correta, afinal Deus está no comando de tudo e Ele sabe o que faz. E como prova deste ponto que me marcou, este tema nem foi abordado no evento mas foi o que chamou minha atenção e me fez refletir, por tanto, para mim (baseado em minhas experiências de vida e de meus antepassados) me fez pensar e refletir sobre estes ponto, para outros possivelmente em algo totalmente diferente. Interessante, não?

Fiquei muito feliz por ter a permissão de poder dedicar e ser útil a obra divina, mesmo com todos os estresses e dificuldades do dia a dia, tanto na preparação do evento como durante o mesmo. Senti também uma felicidade imensa durante o evento de poder estar dedicando junto com meus antepassados e de poder cultuá-los no Culto às Almas dos Antepassados. Tendo participado da organização do evento, é muito gratificante ver a felicidade de todos durante o mesmo. Parecia mesmo uma grande família em dia de festa, um ambiente realmente paradisíaco.

Muito obrigado Deus e Meishu-Sama pela permissão de dedicar na organização e na participação deste evento, pela confiança depositada, pela paciência comigo e pelas experiências adquiridas. Agradeço também a todos que contribuíram direta ou indiretamente para que o evento pudesse ser tão maravilhoso como foi, seja através de donativo de alimentos, financeiro, tempo ou de sonen.

Muito obrigado,
Benno M. Schubert

Gallery

Experiencia - Relatorio Out_Nov-2015 - BennoDSC_2118
  • Experiencia - Relatorio Out_Nov-2015 - Benno
  • DSC_2118
x